Canção do Espírito sem Pátria


“Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o Sabiá;

As aves, que aqui gorjeiam,

Não gorjeiam como lá.

Porém o Espírito que aqui sopra

Assopra também lá!”

(Gonçalves Dias e João 3:8)

Eu admito que sinto um enorme desconforto, que beira ao asco, quando vejo pintado nos muros de uma instituição religiosa, que por usurpação de nome, diz-se igreja, a frase “a mão de deus está aqui”. As palavras estampadas ali, consistem em uma contradição por definição: Tentar assenhorear-se daquele que é o Senhor (ou de partes dEle).

A afirmação “a mão de deus está aqui” implica em uma negação automática de que ela possa estar em qualquer outro lugar! Diante disto, me pergunto: Como estes homens conseguiram algemar o pulso forte do Onipotente? Como conseguiram conter o Onipresente dentro de suas paredes? O sábio Salomão, que recebeu do próprio Deus a incumbência de construir-Lhe um templo, reconheceu:

 “Mas, na verdade, habitaria Deus na terra? Eis que os céus, e até o céu dos céus, não te poderiam conter, quanto menos esta casa que eu tenho edificado.” (1 Reis 8:27)

Vendo através do prisma aqui posto, é provável que alguns reajam como Boris Casoy em seus melhores dias, socando a mesa e esbravejando – “Isto é um absurdo!” –  No entanto, a tal “igreja” viaja em uma órbita externa, muito distante do centro que é Cristo. Espantoso mesmo é descobrir que os próprios discípulos tentaram “patentear” Jesus, vetando o uso de Seu nome por outros que não fossem próximos a eles mesmos (Marcos 9:38).

O Espírito de Deus é como vento impetuoso (Atos 2:2), não pode ser adquirido por preço nenhum (Atos 8:20), nem pode ser refreado pela eficiência da engenharia humana. Que fique claro! Deus preferiu nossa carne indigna aos estéreis templos de mármore polidos!

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1 Coríntios 3:16)

Anúncios
Etiquetado , , ,

2 pensamentos sobre “Canção do Espírito sem Pátria

  1. raquel disse:

    Sr carlos,percebi que meu comentario na pagina do genizah chamou a sua atenção,ao ver seu blogzinho percebo que os ”acéfalos se atraem”.
    Este mimimi teologico de gente como voce e seu amigo é nauseante.
    Não defendo a ”maria”mas como conheço bem o passado deste sofista chamado alan vejo que é o sujo falando do encardido.
    Não vou ficar perdendo meu tempo com voce ,agora não me venha com suas verborragias.

    • porele disse:

      Cara Raquel,

      Sinto lhe informar, mas esta meia dúzia de palavras novas (e desconexas) que você aprendeu não me impressionam. Seu argumento é vazio e cíclico, sua conclusão não se sustentam nas premissas levantadas por você. Em resumo, você me acusa de falar sofismas, mas ao que parece, você não sabe o que é uma falácia.

      Por favor, se quiser ter uma discussão madura, estarei sempre disponível. Agora, se quiser continuar soltando palavras ao ar (as quais aparentemente, você não entende o significado), não tenho tempo a perder com isso.

      Abraços,

      Carlos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: