Após as prostitutas…


“… Disse-lhes Jesus: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no reino de Deus.” (Mateus 21:31)

A forma como abordo alguns assuntos neste blog costuma resultar em uma quantidade considerável de querelas. Já cheguei a ser inquerido:

– “Por que você é tão duro com estes ‘homens de deus’ e tão complacente com os pecadores?”

A estes respondo: Não é um questão de adotar dois pesos e duas medidas, não é uma questão de usar de mais benevolência com uns do que com outros, é uma questão de amor e de justiça!

Creio que os religiosos do templo se sentiram extremamente desconfortáveis quando Jesus afirmou que as pessoas mais desprezadas daquela época, a saber, as prostitutas e os cobradores de impostos, entrariam adiante deles no reino de Deus. Posso até fantasiar um diálogo entre eles:

– “Como este ai pode afirmar que nós, homens santos, vamos chegar após estes pecadores miseráveis?”

É fácil imaginar como os senhores do templo se sentiram desorientados! Em um momento, eles estão sendo laureados pelos homens nas praças ou honrados com as primeiras cadeiras das sinagogas, e de repente se vêem relegados por Cristo, à um segundo lugar, atrás de pessoas “indignas”, perdendo a primazia à qual estavam tão bem acostumados.

Mas por que Jesus foi tão duro com os religiosos do templo e tão brando com as meretrizes e com os publicanos? Como disse anteriormente, por uma questão  de amor, pois cabe ao Bom Pastor buscar e curar as feridas das ovelhas perdidas (Mateus 18:13) e por uma questão de justiça…

“Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá.” (Lucas 12:48)

Aos religiosos, muito foi dado! Conheciam as leis, e deliberadamente, se utilizavam delas para oprimir as pessoas. E é exatamente este o problema de muitos dos líderes da atualidade; pois foram agraciados com conhecimento bíblico, no entanto, torcem a Palavra em benefício próprio. Aqueles de ontem, assim como estes de hoje, caso não se arrependam, são dignos do mais severo juízo! (Apocalipse 22:18,19)

Que o Senhor tenha misericórdia!

Carlos

Anúncios
Etiquetado , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: