A Culpa Cearense


Admito que, como cearense, escrevi este texto “com as tripas”…

Súplica Cearense é uma daquelas canções cuja a beleza reside na simplicidade, e não somente isto, esta é uma música que fala muito a respeito da forma como as pessoas, principalmente aquelas mais humildes, vêem e se relacionam com Deus. Estas aprendem desde cedo que o Senhor é bom, e isto é uma verdade! O problema é que, partindo desta idéia formulam outras: Dentre elas, a de que sendo um Deus bondoso, dEle não pode proceder nenhum mal.

Esta mentalidade é inconveniente, pois, uma das características basilares da humanidade é a de procurar culpados por seus infortúnios. Portanto, quando cremos que a dor que sentimos não faz parte de um propósito maior de Deus, intuímos que esta deve ter sido causada por outros agentes: O diabo, outras pessoas, ou como no caso da música, nós mesmos (nossos pecados, nossa falta de fé, nossa inabilidade em orar, etc). Alguns espertalhões, conhecedores da alma humana, se utilizam disto para subjugar as pessoas e tirar delas alguma vantagem.

Há também aqueles que através de malabarismos filosóficos e equações teológicas, teorizam que Deus, de alguma forma, abriu mão de Seu governo. Eu não penso desta forma, não creio que Deus tenha perdido ou entregue voluntariamente o leme do mundo à alguém. Prefiro acreditar que Ele continua reinando soberano a crer que o universo esta à deriva. É certo que alguns contestarão a minha postura, perguntando se podemos creditar Auschwitz, Hiroshima ou o Morro do Bumba, na “conta” de Deus. A despeito disto, nada me convence que Ele não tinha todos estes acontecimento sobe o Seu controle!

Um exemplo notável que vem das Escrituras é o de Noemi, que mesmo após o falecimento do marido e de seus dois filhos, afirmou:

“Cheia parti, porém vazia o SENHOR me fez tornar; por que pois me chamareis Noemi? O SENHOR testifica contra mim, e o Todo-Poderoso me tem feito mal.” (Rute 1:21)

Em meio a todo sofrimento, Noemi reconhece a soberania de Deus ao referi-se a Ele como “o Todo-Poderoso” (El Shadai).

Ana foi outra mulher que passou por um grande padecimento! Ela não conseguia gerar filhos (mulheres nesta condição eram normalmente rejeitadas pela sociedade hebraica daquela época) e ainda era obrigada a suportar o escárnio de Penina, sua rival.

“E a sua rival excessivamente a provocava, para a irritar; porque o SENHOR lhe tinha cerrado a madre.” (1 Samuel 1:6)

O autor do primeiro livro de Samuel reconhece que a esterilidade de Ana foi não só consentida, mas concedida pelo Senhor.

Diante disto, resta-nos perguntar:

  • O que motivou o Senhor a causar tão grande aflição à uma mulher tão fiel e resignada como Noemi?
  • Por qual motivo Deus tornou estéril uma mulher tão obediente aos preceitos religiosos de sua época, como era Ana?

A resposta para ambas as questões encontra-se no Novo Testamento:

“E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.” (João 9:1-3)

O homem ficou cego por conta dos pecados de seus pais? Por conta de seus próprios pecados? Jesus respondeu que não! E diante desta afirmativa passamos a entender que:

  • Noemi passou por tudo aquilo para que a obra de Deus fosse feita através de Boaz, o remidor (uma topologia de Cristo);
  • Ana sofreu para que a obra de Deus fosse manifesta em Samuel, seu filho;

Sabendo disto, eu diria ao personagem da música, para não se sentir culpado. O Senhor certamente ouviu e se agradou da sinceridade e simplicidade de sua oração.

É provável que diante desta declaração, o mesmo me inquerisse:

– “Todas as nossas dificuldades terminarão em finais tão gloriosos como os do relato bíblico?”

É certo que não! Mas, ainda assim eu creio piamente que Deus tem um plano para cada uma delas.

Carlos

Anúncios
Etiquetado , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: